Silval Barbosa agenda reunião com Ministério das Cidades para agilizar obras do PAC Cuiabá

O governador Silval Barbosa defende uma resolução definitiva para a retomada das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) de Cuiabá. Na segunda reunião entre o governo de Mato Grosso e a Prefeitura de Cuiabá ficou acertada a realização de um outro encontro com participação do secretário executivo do Ministério das Cidades, Rodrigo Figueiredo. Na reunião realizada nesta quarta-feira (13.10), no gabinete do governador, além do prefeito Francisco Galindo, também teve presença de empresários da construção civil, participantes dos consórcios das obras do PAC. “Essa é a segunda reunião com o prefeito da capital para solucionar o PAC e dessa vez estavam também os empresários. Vamos ao Ministério das Cidades para resolver de uma vez por todas a questão do PAC de Cuiabá”, afirmou o governador.

O prefeito de Cuiabá, Francisco Galindo, declarou que ficou “empolgado com o resultado da reunião”. A postura do governador Silval Barbosa é que as obras desse grande projeto de saneamento para Cuiabá tenha início o quanto antes. “Se a reunião com o representante do governo federal for produtiva como a de hoje, vamos avançar bastante”, analisa.

Galindo informou ao governador a situação de todos os lotes, os quais já foram licitados e estão na Caixa Econômica Federal para liberar a ordem de serviço. Segundo o prefeito, esses lotes representam um investimento de mais de R$ 100 milhões. Quanto aos lotes 1, 3 e 5, o prefeito disse que estão sendo solucionados os problemas. O lote 1 seria passado ao Exército Brasileiro; o projeto do lote 2 está sendo finalizado e será licitado, enquanto o lote 3 a vencedora da licitação foi uma empresa do Consórcio Cuiabano.

O problema agora, segundo o prefeito é a questão de preço. As obras do PAC foram orçadas em 2007 e os valores já não são os mesmos. A legislação federal não permite a União reajustar os valores. A diferença – segundo ele – seria arcada pelo governo de Mato Grosso. “Estou feliz porque o governador Silval Barbosa quer solucionar”, afirmou.

Também está agendada uma reunião com participação de técnicos do governo do Estado, do governo Federal e da prefeitura de Cuiabá. “Agora temos que vencer a burocracia”. O prefeito ressalta a necessidade de se fazer consultas aos órgãos de fiscalização – a Controladoria Geral da União (CGU) e Tribunal de Contas da União.

Fonte: Secom/MT

Share Button

João Bosquo

João Bosquo, poeta e jornalista, editor deste blogue NAMARRA.COM.BR nas redes sociais: @joaobosquo

Você pode gostar...