Silval Barbosa duplica e estica vias e anuncia recuperação da estrada de Chapada

Duas importantes obras de mobilidade urbana, a duplicação da Avenida Arquimedes Pereira Lima, e implantação do primeiro lote e duplicação da Avenida Parque do Barbado – obras que complementam e integram outras em andamento, como o Complexo do Tijucal e as trincheiras da Av. Miguel Sutil – tiveram suas ordens de serviços assinadas nesta sexta-feira (26.04) pelo govenador Silval Barbosa, acompanhado do secretário da Secopa, Maurício Guimarães, em solenidade realizada no Palácio Paiaguás.

A Arquimedes Pereira Lima, com uma extensão de mais de 4,4 km, vai receber investimentos na ordem de R$ 23,6 milhões de recursos próprios, enquanto a Av. Parque do Barbado, com mais complexidade, terá apenas 1,64 km, com um investimento de R$ 23,034 milhões, com recursos da Sudeco e governo de Mato Grosso.

O governador Silval Barbosa destacou que a duplicação da Av. Arquimedes Pereira Lima é um antigo sonho que vinha sendo acalentado por prefeitos, como Dante de Oliveira e Roberto França. “Eu tenho a felicidade de estar dando a ordem de serviço, aqui hoje, no dia de meu aniversário”, disse.

Dada a importância das obras, para o que elas significam dentro do conjunto que vem sendo realizado pelo governo de Mato Grosso, o evento contou com a presença do prefeito da capital, Mauro Mendes, que disse que “em nome de Cuiabá, queremos agradecer por essas duas obras e por tudo que já fez, faz e fará por Cuiabá”, disse.

Participou também a reitora da UFMT, professora Maria Lucia Cavalli, por conta que a obras de mobilidade – com vistas a Copa do Mundo – como o viaduto da UFMT, na Fernando Correa da Costa, a construção do COT, e agora a duplicação da Arquimedes Pereira Lima, impactam diretamente no Campus da UFMT.

Durante a coletiva o governador falou ainda das próximas obras que deverão ser lançadas no prazo de até 10 dias, como a duplicação da Av. Emanuel Pinheiro, entre o trevo de Chapada até a Escola do Bradesco, o recuperação do asfalto entre o Bradesco e aentrada de Manso e refazer a Estrada de Manso até Chapada, já que não foi liberado a duplicação.

Silval destacou ainda o trabalho a Assembleia Legislativa, da bancada federal e a prefeitura de Cuiabá.

Fonte: Secom-MT

Share Button