Silval Barbosa recebe projetos de mobilidade urbana e repassa para a CEF

Governador Silval Barbosa entrega projeto de mobilidade urbana ao superintendete da CEF em Mato Grosso

O governador Silval Barbosa entregou formalmente, nesta segunda-feira (21.02), o primeiro projeto de mobilidade urbana – do BRT (Bus Rapid Transit) Aeroporto Marechal Rondon até o CPA (Morada da Serra) à Caixa Econômica Federal de Mato Grosso. O recebimento do projeto pela instituição financiadora aconteceu no Gabinete do governador, no Palácio Paiaguás, pelo superintendente Ivo Zecchin, que participou da apresentação da Diretoria da Agência Estadual Executora dos Projetos da Copa do Mundo Fifa Brasil 2014 (Agecopa) e empresa Esteio Engenharia S/A, autora do projeto básico.

“Recebemos o projeto básico do BRT, que sai do Comando da Polícia Militar até o aeroporto, e estamos repassando à Caixa Econômica Federal”, disse o governador. Ele ressaltou que o projeto precisa de alguns ajustes e a Caixa Econômica colocou os engenheiros do corpo técnico da instituição para fazer o acompanhamento desses ajustes. “Quando estas correções estiverem prontas, o projeto estará pronto para dividir em lotes e ir à praça para as licitações”. O outro projeto, também do BRT, da Avenida Fernando Corrêa – do trevo do Tijucal até a Av. da Prainha, a Agecopa deve receber até 07 de março.

O superintendente da CEF em Mato Grosso, Ivo Zecchin, disse que a partir deste momento que a Caixa passa a ter acesso ao projeto vai iniciar os trabalhos e as análises. “Existem pontos que precisam ser melhor definidos”, ressaltou. Mas o acesso ao projeto básico por parte do corpo técnico, engenheiros e arquitetos projetistas, da CEF, que vão se dedicar na análise, vai ganhar tempo para liberar o quanto antes, segundo o superintendente. “Vamos acompanhar tudo, junto com os técnicos da Agecopa”, avisa.

O governador Silval Barbosa voltou reiterar que os recursos para os projetos de mobilidade urbana de Cuiabá e Várzea Grande, na ordem de R$ 485 milhões, já estão assegurados e não tem nada a ver o PAC Mobilidade Grandes Cidades, voltado para a mobilidade urbana de cidades brasileiras entre 750 mil habitantes, e de 3 milhões de habitantes para regiões metropolitanas, recém-anunciado pelo governo federal. “Tudo que pleiteamos junto ao Governo Federal estão assegurados. Cuiabá e Várzea Grande não perderam nada”, enfatizou. Os demais recursos são do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) que também já está fazendo análise dos projetos referente às obras de mobilidade urbana na Av. Miguel Sutil.

Silval também voltou a reiterar que está tranquilo quanto ao cumprimento dos prazos firmados na matriz com a Fifa, que são seis obras. A primeira é a Arena Multiuso. Mato Grosso foi o primeiro Estado a iniciar as obras e a previsão de entrega é dezembro de 2012, para que Cuiabá possa se qualificar como sede da Copa das Confederações. A segunda é o entorno da Arena, que prevê o acesso ao estádio, estacionamento.

O terceiro compromisso é a construção dos Centros Oficiais de Treinamento (COTs). Silval Barbosa destacou que a matriz previa a construção de dois e a Fifa pediu mais um reserva, que já é providenciado. Quarto compromisso – da mesma matriz – são as obras de mobilidade urbana do BRT. As demais obras que são realizadas, como a duplicação da Emanuel Pinheiro, rodovia de acesso a Chapada dos Guimarães, conclusão do Rodoanel, as obras de desbloqueios, não fazem parte da matriz assinada com a Fifa.

A quinta obra é a construção do Fan Park – cujo local já está definido que será no Parque de Exposição da Acrimat – que se transferiu para uma área localizada na Rodovia Palmiro Paes de Barros. As cinco obras dessa matriz são de responsabilidade do Governo do Estado e todas estão em andamento ou em fase de execução. A única obra que ainda não está definida é a do Aeroporto Marechal Rondon, mas que o Governo do Estado mantém diálogo com a Infraero se dispondo a “ajudar naquilo que for possível”.

O projeto básico foi apresentado pelo engenheiro Paulo Facchini, da Esteio Engenharia, e estiveram presentes os diretores da Agecopa, Yenês Magalhães (presidente), Roberto França (Comunicação e Marketing), Jefferson de Castro (Orçamento e Finanças), Carlos Brito (Infraestrutura) e Yuri Bastos Jorge (Turismo); pela CEF, Manoel Terezo e a gerente de Negócios, Marli Fátima de Lima.

Fonte: Secom/MT

Share Button

João Bosquo

João Bosquo, poeta e jornalista, editor deste blogue NAMARRA.COM.BR nas redes sociais: @joaobosquo

Você pode gostar...