Silval destaca força e transformação econômica com fábrica em Mato Grosso

“Esta indústria, desde sua implantação e que hoje estamos inaugurando, reflete a força de Mato Grosso. O Mato Grosso emergente, o Mato Grosso crescendo, o Mato Grosso transformando-se e gerando oportunidades”, assim se pronunciou o governador Silval Barbosa após a inauguração da fábrica da Votorantim Cimentos – Cuiabá, nesta quinta-feira (11.04), a segunda unidade do grupo em Mato Grosso, que praticamente dobra a sua capacidade de produção. São mais 1,2 milhão de toneladas cimento por ano, que vão se somar aos 1,3 t/ano da unidade de Nobres. O Estado passa a ser um Estado exportador de cimentos.

O governador Silval Barbosa fez questão de “agradecer ao Grupo Votorantim por acreditar, não só no estado, mas como em toda a região Centro-Oeste, mas acreditamos que num futuro próximo, quando dobrar a planta, atender toda a América do Sul”. Silval fez questão, em sua fala, destacar que Mato Grosso, entre todas as unidades da federação, é um estado diferenciado. “Todos os números idealizados e prospectados, eles são superados todas às vezes antes do prazo estipulado”, afirma.

Fábio Ermírio de Moraes, membro do Conselho de Administração da Votorantim Participações, em sua fala, disse que a nova unidade representa um aporte de R$ 400 milhões, que duplica a produção e “reforça a nossa confiança no crescimento da região e do Brasil”, enfatizou.

A nova indústria vai gerar em torno de 600 empregos, entre diretos e indiretos. Mas, antes de tudo, vai impactar na economia da indústria da construção civil, com a redução dos custos do frente, um fator importante no valor do preço final do produto ao consumidor, segundo Edivaldo Rabelo, diretor técnico da Votorantim.

O secretário-chefe da Casa Civil, Pedro Nadaf, que na época das negociações para instalação da fábrica, ocupava a pasta de Indústria, Comércio, Minas e Energia, lembra que a Votorantim estava propensa a se instalar em outro estado, mas por meio de incentivos fiscais conseguiu que ela viesse para Mato Grosso. “Essa fábrica significa geração de empregos, distribuição de rendas no varejo”, disse. Como exemplo o secretário citou os mais de 300 caminhões que vão trafegar durante todo dia no transporte do produto. Só com o consumo alimentação e combustível por esse segmento, será uma grande geração de renda.

O prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, disse que a nova fábrica “confirma a pujança da economia de Mato Grosso”.

Fonte: Secom/MT

João Bosquo

João Bosquo, poeta e jornalista, editor deste blogue NAMARRA.COM.BR
nas redes sociais: @joaobosquo

Você pode gostar...