Silval recebe comitiva de políticos e empresários de Jaciara

As principais demandas nas áreas de saúde e infraestrutura do município de Jaciara (distante 146 km ao Sul de Cuiabá) , foram apresentadas ao governador Silval Barbosa por uma comitiva composta por representantes das classes políticas e empresariais nesta quarta-feira. Os temas abordados foram a revitalização do distrito industrial e recuperação da malha asfáltica.

O governador Silval Barbosa disse que vai trabalhar essa pauta comum, governo-município par atender aquilo que for possível. O Estado e a prefeitura já estão realizando um trabalho de infraestrutura e o prefeito Ademir Gaspar de Lima quer ampliar essa parceria recuperar a malha viária urbana da cidade.

Na área da saúde, foi proposta uma parceria para reforma do hospital local. O governador destacou que vai buscar uma parceria junto ao Ministério da Saúde, com a bancada federal. Silval lembrou que a presidenta Dilma lançou o programa Mais Saúde, que irá abranger desde reforma até contratação de profissionais da área de saúde, médicos e enfermeiros, e aquisição de equipamentos. “O que for possível se fazer com o governo federal faremos; o que não for possível vamos pactuar por aqui”, sinalizou.

A deputada Teté Bezerra que esteve acompanhando a comitiva disse que as demandas apresentadas pelas lideranças de Jaciara também são demandas da região. A questão do distrito industrial, segundo a deputada está na pauta. “O que se quer oferecer nova alternativa econômica, com atração de novos investimentos que possam gerar emprego e renda. Vamos estar junto com o governador apoiando em tudo aquilo que for preciso para atender essas reivindicações”, disse.

O prefeito Ademir Gaspar de Lima disse que se quer proporcionar uma saúde de qualidade, não só para os moradores locais, mas para toda a região. “Jaciara é uma cidade polo e absorve todo atendimento da Rodovia 364, dos municípios de Juscimeira, São Pedro da Cipa, Dom Aquino e até de Campo Verde e município sozinho não tem folego financeiro para tocar o hospital”, disse.

Fonte: Redação/Secom-MT

Share Button