Sou velho, mas não sou velhaco

“Sou velho, mas não sou velhaco” dizia o saudoso Ulysses Guimarães repetidas vezes.

Uma das últimas foi uma resposta ao então presidente Fernando Collor de Mello.

“Sou velho mas não sou velhaco (…) Os remédios que tomo não me criam problemas com a polícia, pois são comprados em farmácia”,  respondeu o velho timoneiro.

Ulysses fazia uso de remédios pra depressão.

Anos se passaram e frase estava quase esquecida, quando é relembrada magnificamente por Alberto Goldman, que este ano completa 80 anos, ao devolver a João Dória, prefeito de São Paulo, que o chamou de velho. “Sou velho, mas não sou velhaco”.

Share Button