Kleber Lima em seu primeiro contato com artistas e produtores culturais promete abrir as portas da SEC

Por João Bosquo | A primeira impressão é a que fica. A revisão, mais tarde, pode até mudar alguns pontos de vista, mas não todos, vamos combinar assim. O primeiro encontro do futuro secretário de Estado de Cultura, Kleber Lima, com parte da comunidade cultural, intelectual, pensante e discursiva em suas mais diferentes áreas – artes, audiovisual, literatura, enfim, e

Share Button
Continue lendo

O lugar de tudo é em Marília Beatriz e o lugar de Marília Beatriz é na literatura mato-grossense pela eternidade – Por Eduardo Mahon

Viva, Marília Beatriz! Por Eduardo Mahon | A gestão de Marília Beatriz vai se despedindo com galhardia. Soma mais um troféu valioso para a literatura mato-grossense: a eleição de Aclyse Mattos. Nossa presidente merece o nosso aplauso. Não foi fácil. A responsabilidade, no caso dela, foi redobrada por uma tripla coincidência: Gervásio Leite, o poeta, jornalista, cronista, educador, deputado e

Share Button
Continue lendo

Lançamentos de “Contos Estranhos” transformam-se em bonde e agita Mato Grosso

Além do autor, Eduardo Mahon, participam dos eventos Ivens Scaff, Olga Castrillon, Cristina Campos e Marli Walker Por João Bosquo | O escritor Eduardo Mahon não para de nos surpreender. Além da intensa produção literária nos últimos anos, aliado às atividades de intelectual e ativista cultural – seja como presidente da Academia Mato-grossense de Letras (AML), Mahon agita meio Mato Grosso

Share Button
Continue lendo

Letras na Estrada – por Olga Maria Castrillon-Mendes

Por Olga Maria Castrillon-Mendes | Quem pensa que literatura só se faz com editores, livrarias e apoios externos, pode se surpreender com esta experiência que reúne um pouco de boa vontade e muito de humanidade. Uma proposta de difusão da literatura brasileira produzida em Mato Grosso coloca as letras na estrada. Tendo como gênese o 1º Encontro de Escritores Cacerenses, promovido pelo

Share Button
Continue lendo

A 2ª FLIC mostra que letras de MT estão vivas

A Festa Literária se expandiu e recebeu convidados de outros Estados e o escritor angolano Pepetela “Uma festa imodesta como esta Vamos homenagear Todo aquele que nos empresta sua festa Construindo coisas pra se cantar”…  Cantava Chico Buarque pela primeira vez, nos anos 70, os versos de Caetano Veloso, quando o “sinal está fechado” como cantaram também Belchior e Paulinho

Share Button
Continue lendo

Ivens e as Asas de Ícaro

Ivens Cuiabano Scaff lançou Asas de Ícaro pela ed. Entrelinhas, obra que trata do amor. O surpreendente é que, já no título, comparou o sentimento humano ao delírio mitológico do personagem que pretende voar e chegar perto do Sol. O autor deixa claro, inicialmente, a leitura de que o amor (não a paixão, como seria costumeiro) não se coloca conservador

Share Button
Continue lendo

Jose C. Carrara: A Academia Mato-Grossense de Letras está sem teto, sem sede. O que fazer?

José Cidalino Carrara, da Academia Mato-grossense de Letras, que também é jornalista, e esse espírito de jornalista que prevalece e faz um relato da reunião dos membros da entidade que aconteceu no último sábado em seu perfil no Facebook.com, cujo ponto principal da pauta foi a sede da entidade que está em reforma desde 2015. Por José Cidalino Carrara  A

Share Button
Continue lendo

Academia Mato-grossense de Letras comemora em sessão solene 95 anos de fundação

por João Bosquo e Enock Cavalcanti Um seleto público, seletíssimo para não dizer diminuto, prestigiou a sessão comemorativa aos 95 anos de criação da Academia Mato-grossense de Letras, na noite desta segunda-feira, 5. A festa rolou no centenário Palácio da Instrução (1913), justamente o local onde ocorreu há 95 anos a reunião de criação do Centro Mato-grossense de Letras, comandada

Share Button
Continue lendo

Master Literário foi um sucesso

Por João Bosquo O evento literário no Colégio Master no último sábado, 8, foi verdadeiramente uma festa. Um encontro de escritores, alunos, aplicados alunos, falando de poetas, contistas, romancistas e movimentos literários, além de livreiros, pessoas que gostam, amam os livros e – para não deixar de ser – pais e mães de alunos observando essa organizada algazarra que foi

Share Button
Continue lendo