Natal, pérolas e porcos – Artigo de José Antônio Lemos

Por José Antônio Lemos | Não se trata da Família Pig do desenho na TV, e sim de nós mesmos, ditos humanos, cidadãos. As coisas em si são boas e belas, pérolas para benefício da Humanidade, mas caídas em mãos humanas é preciso sorte para que não virem lama. Parece que confundimos o barro bíblico que nos modelou com a

Share Button
Continue lendo

O natal vem vindo devagar, vagamente

O natal vem vindo devagar, vagamente Chega, depois de doze meses, no natal… -Sempre, no natal Meu desejo é que o natal se instale Em nossos corações e permaneça Com seu sentido pleno, completo Desde o nascimento do Menino Jesus Meu desejo, meus amigos*, É que espírito de natal nos domine De hoje até o final da galáxia Quando finalmente

Share Button
Continue lendo

Nossa Senhora Santa Mãezinha

Nossa Senhora Santa Mãezinha neste período do ano, quando se comemora o nascimento de seu filho amado, nosso irmão maior, Jesus de Nazaré, te pedimos, Santa Mãe, olhai por nós. Nossa Senhora Santa Mãezinha infiltrai em nossos corações sofredores uma gotinha de vosso amor e que possamos sentir a alegria de “amar do que ser amado”. Nossa Senhora Santa Mãezinha

Share Button
Continue lendo

Este Natal sem Barba de Papai Noel

Este Natal, sinto, chegou primeiro Mais depressa que os outros natais… Será que é o Menino Jesus quem pede Que andemos mais rápido, Sejamos tolerantes, mais amigos, Menos intransigentes com os outros? Ou sou eu apenas, que velho, Sem barba de Papai Noel, vejo o tempo – apesar dos olhos fracos – doutro jeito E chego sentir o meu tempo

Share Button
Continue lendo

Há Natal e Há Natais

A Glorinha Albuês Existe, sim, um natal diferente do nosso. Diferente de tudo aquilo que podemos apossar com nossos olhos vorazes, dentro de uma casa que difere de outras tantas casas de uma cidade. (Essa diferença está na felicidade da fartura àquele que não tem pão, o que muito tem é privação) O natal do negro, negro, sempre negro, por

Share Button
Continue lendo

A Paz Divina Vai Chegar, não Agora

Não temos como fugir e deixar de sermos sós Embora queiramos parecer diferentes Ao menos no Natal, quando se comemora O nascimento do Menino Jesus entre nós Queremos, todos, voltar para a pátria Celestial, que vagamente lembramos Quando sentimos saudades, sem saber De que saudade estamos sentindo Queremos que Jesus, esteja conosco, No meio de nós, nos dando sua PAZ

Share Button
Continue lendo

O Espírito de Natal chega no dia de Natal

O espírito de Natal chega perto da data de Natal E se instala dentro da gente, mesmo sem querer, E ficamos meio, como que bobos, desejando A todos, independente de quem, Feliz Natal Feliz Natal!, grita nosso coração, lá do fundo, Para todas as pessoas deste imenso mundo Que mal sabemos quantos bilhões somam E, talvez por isso, sorrimos pra

Share Button
Continue lendo

A Cidade e o Natal – artigo de José Antônio Lemos

     Venho do tempo em que se ensinava que a liberdade de um terminava onde começava a do outro. De lá para cá o mundo evoluiu muito, ou pelo menos se transformou e, mesmo que não quiséssemos, todos nos transformamos com ele. A vivência, a leitura, a conversa com os amigos ensinam que as melhores tendências do mundo atual

Share Button
Continue lendo

A Paz Divina Vai Chegar, Porém não Agora – poema de João Bosquo

Não temos como fugir de sermos assim embora queiramos parecer diferentes ao menos no Natal, quando se comemora o nascimento do Menino Jesus entre nós Queremos, todos, voltar para a pátria celestial, que vagamente lembramos quando sentimos saudades, sem saber de que saudade estamos sentindo Queremos que Jesus, esteja conosco, no meio de nós, nos dando sua PAZ de forma gratuita sem

Share Button
Continue lendo

Vamos festejar o Natal – Poema de João Bosquo

a Adir Sodré Vamos festejar o Natal do Menino Jesus em Cuiabá, que veio andando, veio à tarde que veio sem fazer alarde, aqui está Vamos festejar com o Menino – Não precisa tocar os sinos será uma festa simples, pouca, que vai durar a vida toda, não mais Vamos festejar que é tempo… O Menino, como todos os meninos,

Share Button
Continue lendo

Se Jesus não tivesse nascido…

Feliz Natal, meu amigo. Se Jesus Cristo tivesse morrido velhinho E não na cruz como de fato aconteceu Será que o natal seria diferente? Será que essa vontade de morrer também Ainda faria companhia para gente? Quem sempre está só neste natal Se Jesus tivesse ficado velhinho Talvez estivesse com alguém ao lado Para conversar, falar, rir e mentir Feliz

Share Button
Continue lendo

O natal vem vindo devagar – poema no qual manifesto meu desejo de Feliz Natal

O natal vem vindo devagar, vagamente Chega, depois de doze meses, no natal… -Sempre, no natal Meu desejo é que o natal se instale Em nossos corações e permaneça Com seu sentido pleno, completo Desde o nascimento do Menino Jesus Meu desejo, meus amigos, É que espírito de natal nos domine De hoje até o final da galáxia Quando finalmente

Share Button
Continue lendo

Este Natal sem Barba de Papai Noel – poema de João Bosquo

Este Natal, sinto, chegou primeiro mais depressa que os outros natais… Será que é o Menino Jesus quem pede que andemos mais rápido, sejamos tolerantes, mais amigos, menos intransigentes com os outros? Ou sou eu apenas, que velho, sem barba de Papai Noel, vejo o tempo – apesar dos olhos fracos – doutro jeito e chego sentir o meu tempo esvair?… Não!

Share Button
Continue lendo

‘Se Jesus não tivesse nascido’, poema originalmente publicado no jornal Gazeta, lá nos anos 90

Se Jesus não tivesse nascido Feliz Natal, meu amigo Se Jesus de Nazaré tivesse morrido velhinho E não na cruz como de fato aconteceu Será que o natal seria diferente? Será que essa vontade de não-morrer Ainda faria companhia para gente? Quem sempre está só neste natal Se Jesus tivesse ficado velhinho Talvez estivesse com alguém ao lado Para conversar,

Share Button
Continue lendo

‘Há natal e há natais’, um poema dos anos 80, feito a pedido da amiga Glória Albuês

Há natal e há natais A Glorinha Albuês Existe, sim, um Natal diferente do nosso Diferente de tudo aquilo que podemos apossar com nossos olhos vorazes, dentro de uma casa e difere de outras tantas casas de uma cidade (Essa diferença está na felicidade da fartura àquele que não tem pão, o muito que tem é privação) O Natal do

Share Button
Continue lendo

Espírito de Natal, poema de João Bosquo

O espírito de Natal chega perto da data de Natal E se instala dentro da gente, mesmo sem querer, E ficamos assim, como que bobos, desejando A todos, independente de quem, Feliz Natal Feliz Natal!, grita nosso coração, lá do fundo, Para todas as pessoas deste imenso mundo Que mal sabemos quantos bilhões somam e, mesmo assim, sorrimos pra todos,

Share Button
Continue lendo